Santos, Cubatão e Bertioga recebem Mostra

Sucesso na capital paulista, a 2ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental desembarca em Santos e Cubatão trazendo filmes de diversos países, classificados em sete eixos: água, cidades, contaminação, economia, globalização, mobilização, e povos e lugares. A programação, gratuita, acontece nos cinemas Roxy Santos e Cubatão, no Sesc Santos, no cinema VN, nas universidades Unisantos, Unimonte e Unisanta e no Sesc Bertioga.

A abertura acontece no dia 03 de outubro na Unimonte, a partir das 19h30, quando será exibido o filme Trashed, seguido por debate. Produção do Reino Unido de 2012, o filme traz o ator Jeremy Irons em diálogos com cientistas, políticos e pessoas comuns, revelando fatos surpreendentes sobre os riscos causados pelo lixo para a cadeia alimentar, o meio ambiente e para a saúde humana. Trata-se de uma abordagem global do lixo demonstrando como saúde e meios de subsistência foram profundamente afetados pela poluição de resíduos.

Trashed

Jeremy Irons no filme “Trashed”

Dentre os destaques da Mostra está Submissão, filme Sueco de 2010 sobre os 100 mil produtos químicos usados diariamente por nós e o que fazem à nossa saúde, herança do que construímos desde a Segunda Guerra Mundial. Químicos afirmaram durante todo esse tempo que essas substâncias em pequenas quantidades não fariam mal, entretanto essa premissa tem se mostrado falsa. O filme desvenda os malefícios que essas substâncias podem causar a nós e em especial às gerações futuras. Consultando um vasto leque de cientistas, o documentarista Stefan Jarl procura respostas: Que problemas podem causar esses produtos químicos? O que estamos passando para nossos filhos ainda não nascidos? E por que nos submetemos a isso?

A Crise Global da Água, produção norte americana de 2011 traz a ativista Erin Brockovich e especialistas como Peter Gleick, Alex Prud’homme, Jay Famiglietti e Robert Glennon debatendo por que a crise mundial da água será a principal questão que o planeta precisará enfrentar neste século. O filme esclarece o papel fundamental que este recurso representa em nossas vidas, expõe os defeitos do atual sistema de abastecimento e retrata comunidades que já lutam com seus efeitos colaterais.

Cena de "Roubando dos pobres"

Cena de “Roubando dos pobres”

Roubando dos pobres, produção grega de 2011, aborda como a demanda crescente de peixe no mercado internacional vem impulsionando frotas de pescas europeias e asiáticas para as costas da África Ocidental. Centenas de navios piratas industriais estão pescando ilegalmente nas águas territoriais dos países da região, devastando todas as formas de vida no oceano e condenando milhões de africanos à pobreza e à fome. Roubando dos Pobres foi filmado no Senegal, onde a pesca pirata perpetrada por enormes navios pertencentes a países desenvolvidos está privando os habitantes daquele país do oeste africano de sua principal fonte de subsistência.

Sushi: a caçada global, produção americana de 2011 aborda como o sushi se tornou item de uma culinária global. O que começou como um alimento simples, mas elegante, comercializado por vendedores de rua em Tóquio, tornou-se um fenômeno mundial nos últimos 30 anos. Filmado em cinco países, explora a tradição, o crescimento e o futuro dessa culinária popular. Belos pedaços de peixe cru e arroz aparecem agora de Varsóvia e Nova York a jogos de futebol em cidades do Texas. Esse crescimento pode continuar sem consequências?

Tuna at Tsukiji Stallholder

Acompanhando a programação, serão promovidos 5 debates relacionados a questões abordadas em alguns filmes, nos dias 03/10 (na Unimonte, a partir da exibição do Filme Trashed); 07/10 (na  Unisantos, a partir da exibição do filme Submissão); 08/10 (na Unisanta, a partir da exibição do filme A Crise global da água); 09/10 (Sesc Santos,  a partir da exibição dos filmes Roubando dos Pobres e Pescando sem Redes).

Para os pequenos, a Mostra traz dois filmes: A Baleia (uma orca que tenta fazer amizade com pessoas depois de perder sua família) e Animais unidos jamais serão vencidos (animais se unem contra uma barragem e um resort que bloqueiam o abastecimento de água da planície africana).

Cena de "A baleia"

Cena de “A baleia”

Criada em 2012 com o objetivo de chamar a atenção para questões de meio ambiente, sustentabilidade, cidadania, governança, participação e políticas públicas, a Mostra oferece oportunidade de conferir filmes que reúnem qualidade cinematográfica e análise de questões ambientais, facilitando o acesso a discussões que muitas vezes fazem parte do cotidiano das pessoas sem que elas tenham oportunidade de refletir sobre isso.

2a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental – Itinerância é uma realização da ONG Ecofalante e do Sesc, e conta com apresentação da Mondelēz e patrocínio do Instituto Votorantim e White Martins. O projeto é realizado com apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Programa de Ação Cultural 2012.

O evento em outubro simultaneamente em 17 cidades do Estado. A programação, gratuita, está disponível no site da Mostra. Para acompanhar de perto os bastidores e outras informações, fique de olho no facebook e no twitter.

Advertisements