Abertura da Mostra em Santos promove debate na Unimonte

No mês de outubro, a 2ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental percorre 17 cidades no estado de São Paulo, exibindo filmes de diversas nacionalidades que abordam temáticas variadas sobre água, cidades, contaminação, economia, globalização, mobilização e povos e lugares.

Em vários espaços serão promovidos debates após a exibição de algumas produções, proporcionando oportunidade de conferir filmes que reúnem qualidade cinematográfica e análise de questões ambientais e facilitando o acesso a discussões que muitas vezes fazem parte do cotidiano das pessoas sem que elas tenham oportunidade de refletir sobre isso.

A Unimonte abriga a abertura da Mostra na cidade de Santos com a exibição, no dia 03 de outubro, a partir das 19h30, do filme Trashed, seguido de debate. Produção do Reino Unido de 2012, o filme olha para os riscos causados pelo lixo para a cadeia alimentar e o meio ambiente através da poluição do ar, terra e mar. O filme revela fatos surpreendentes sobre os perigos reais e imediatos para a nossa saúde.  É uma conversa global, da Islândia à Indonésia, entre o astro de cinema Jeremy Irons e cientistas, políticos e pessoas comuns, cuja saúde e meios de subsistência foram fundamentalmente afetados pela poluição de resíduos.

Jeremy Irons em "Trashed"
Jeremy Irons em “Trashed”

Para onde vai nosso lixo? Parece mágica, acomodamos o lixo em sacos plásticos, deixamos na porta e ele é recolhido pelos garis e some de nossas vistas. Mas para onde ele vai de verdade? As cidades têm que pagar para transportar e armazenar seu lixo cada vez mais longe. Países desenvolvidos exportam seu lixo para países em desenvolvimento. A Alemanha em alguns anos reduziu em até 15% seu lixo domiciliar e comercial com a incineração, possibilidade que vem sendo cogitada no Brasil em alguns municípios. Não há unanimidade e alguns especialistas  apontam riscos. O Brasil tem quase 3 mil lixões, segundo o IPEA. A Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada em 2010, prevê o fim dos lixões e a implantação de aterros sanitários, implantação de coleta seletiva pelos municípios e de processos de logística reversa de embalagens para as empresas. O quão longe estamos disso?

Participam do debate:

Fabio Lopes Correa da Silva – Coordenador do curso de Gestão Ambiental da Unimonte, graduado em Ciências Biológicas e em Educação e Comunicação em Saúde. Especialista em Educação, atualmente é Supervisor do Parque Ambiental Sambaiatuba da Prefeitura Municipal de São Vicente, antigo lixão.

Dan Moche Schneider – Engenheiro, mestre em Saúde Ambiental e especialista em gestão ambiental e manejo de resíduos sólidos. Foi responsável pelo desenvolvimento e implementação de proposta de Plano Estadual para gestão integrada, regionalizada e consorciada de resíduos sólidos, nos estados de Pernambuco, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul; programas e projetos relativos à implantação e desenvolvimento de sistemas de manejo de resíduos sólidos e ações de capacitação. Consultor em gestão e manejo de resíduos sólidos na Organização dos Estados Americanos (OEA) pelo Ministério do Meio Ambiente de 2008 a 2010 e no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento pelo Ministério das Cidades de 2004 a 2008.

Cintia Miyaji – Bióloga, Mestre e Doutora em Oceanografia Biológica. Coordenou o curso de Oceanografia da Unimonte de 2003 a 2009. Representante dos Cursos de Graduação no Comitê Executivo para a Formação de Recursos Humanos em Ciências do Mar (PPG-Mar). Coordenadora do Grupo de Trabalho Qualificação Docente deste comitê. Coordenadora do Conselho Técnico da Fundação Parque Tecnológico de Santos. Coordenadora do Subprojeto Consumo Consciente do Projeto Pescador Amigo, da ONG Projeto Biopesca, patrocinado pelo Programa Petrobras Ambiental. Atua como docente há 14 anos e atualmente é coordenadora de Pesquisa e Extensão da Unimonte.

Criada em 2012 com o objetivo de chamar a atenção para questões de meio ambiente, sustentabilidade, cidadania, governança, participação e políticas públicas, a Mostra oferece oportunidade de conferir filmes que reúnem qualidade cinematográfica e análise de questões ambientais, facilitando o acesso a discussões que muitas vezes fazem parte do cotidiano das pessoas sem que elas tenham oportunidade de refletir sobre isso.

2a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental – Itinerância é uma realização da ONG Ecofalante e do Sesc, e conta com apresentação da Mondelēz e patrocínio do Instituto Votorantim e White Martins. O projeto é realizado com apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Programa de Ação Cultural 2012. O evento acontece em outubro simultaneamente em 17 cidades.

Para saber mais sobre os filmes e os outros locais que participam da Mostra, clique aqui: http://www.ecofalante.org.br/mostra/

Serviço

2ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Filme: Trashed

Data: 03/10/2013

Horário: 19h30

Local: Unimonte – Avenida Rangel Pestana 99 – Auditório Bloco 5

Advertisements