Água e contaminação marcam debates do dia 07/10

Nesta segunda, 07 de outubro, a 2ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental – Itinerância promove debates temáticos nas cidades de Santos e Piracicaba.

A Universidade Católica de Santos (Unisantos) exibe, a partir das 19h30, o filme Submissão, seguido por debate. Produção sueca de 2010, o filme é sobre os 100 mil produtos químicos usados diariamente por nós e o que fazem à nossa saúde, herança do que construímos desde a Segunda Guerra Mundial. Químicos afirmaram durante todo esse tempo que essas substâncias e m pequenas quantidades não fariam mal, entretanto essa premissa tem se mostrado falsa. O filme desvenda os malefícios que essas substâncias podem causar a nós e em especial às gerações futuras. Consultando um vasto leque de cientistas, o documentarista Stefan Jarl procura respostas: Que problemas podem causar esses produtos químicos? O que estamos passando para nossos filhos ainda não nascidos?

A polêmica do Bisfenol-A (BPA, na sigla em inglês), substância presente em vasilhas plásticas e latas de conservas, é um exemplo do quanto estamos longe de ter precisão em relação a isso. A França anunciou, em abril deste ano, que pediria à União Europeia para reforçar os controles sobre a substância após a Agência Francesa para a Segurança Alimentar confirmar os efeitos potencialmente nocivos deste produto. O BPA já foi vinculado em alguns estudos a problemas do sistema nervoso, distúrbios reprodutivos, diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade.  Segundo a agência, os efeitos identificados envolvem uma modificação da estrutura da glândula mamária no feto, que poderia favorecer o desenvolvimento posterior de tumores. Por precaução, alguns países, inclusive o Brasil, optaram por proibir a importação e fabricação de mamadeiras que contenham Bisfenol A.

Participam do debate:

Daniela Vianna – Jornalista, doutora pelo Programa de Pós Graduação em Ciência Ambiental da Universidade de São Paulo (PROCAM/USP), especialista em Saúde Ambiental pela Faculdade de Saúde Pública (FSP/USP), consultora em sustentabilidade e sócia da empresa EcoSapiens Comunicaçao.

Luiz Alberto A. Pereira – Pós em Saúde Coletiva da Unisantos – médico sanitarista, doutor em medicina pela universidade de São Paulo. Trabalha na Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, comissionado no hospital das clínicas, no laboratório de poluição atmosférica experimental. Professor Doutor Assistente do Programa de pós-graduação em Saúde Coletiva da Universidade Católica de Santos. Pesquisador do Núcleo de Estudos em Epidemiologia Ambiental do lim-05, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Em Piracicaba, no mesmo dia, a Esalq exibe, a partir das 20h, o filme A crise global da água, produção norte americana de 2011 que traz a ativista Erin Brockovich e especialistas como Peter Gleick, Alex Prud’homme, Jay Famiglietti e Robert Glennon debatendo porque a crise mundial da água será a principal questão que o planeta precisará enfrentar neste século. O filme esclarece o papel fundamental que este recurso representa em nossas vidas, expõe os defeitos do atual sistema de abastecimento e retrata comunidades que já lutam com seus efeitos colaterais.

Participam do debate:

Plinio Barbosa de Camargo (Mestre e Doutor em Ciências – Energia Nuclear na Agricultura -, atualmente é professor doutor da Universidade de São Paulo e atua nas áreas de: Ecologia de Ecossistema, Ecologia Aplicada, Funcionamento de Ecossistemas Tropicais, Solos Tropicais Naturais e Alterados, Ciclos Biogeoquímicos, Bacias Hidrográficas e Aplicações de Isótopos Estáveis e Radioativos em Estudos Ambientais e de Agroecossistemas).

Marcos Vinícius Folegatti (Engenheiro agrônomo, mestre em irrigação e drenagem e doutor em agronomia, solos e nutrição de plantas pela Esalq. Fez pós doutoramento na University of Utah e na University of California. Possui experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Engenharia de Água e Solo, atuando nas áreas de irrigação, evapotranspiração, manejo da água em agrossistemas e gestão da água de bacias hidrográficas em comitês de bacias. Foi coordenador do Programa de Pós Graduação em Irrigação e Drenagem e da Câmara Técnica de Uso e Conservação da Água no Meio Rural do Comitê de Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí. Atualmente, no âmbito do Comitê, é membro da Câmara Técnica Rural;  da Câmara Técnica de Plano de Bacias; do Grupo de Trabalho Cobrança e do Grupo de Trabalho de Pagamentos por Serviços Ambientais. Chefe do Departamento do Engenharia de Biossistemas da Esalq, Coordenador do Projeto de Intercâmbio Brasil – França e Diretor do Polo de Ensino à Distância Semipresencial de Jaú USP-Univesp).

Luiz Roberto Moretti ( Diretor da Bacia do Médio Tietê – DAEE e Secretário Executivo dos Comitês dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí – PCJ).

Criada em 2012 com o objetivo de chamar a atenção para questões de meio ambiente, sustentabilidade, cidadania, governança, participação e políticas públicas, a Mostra oferece oportunidade de conferir filmes que reúnem qualidade cinematográfica e análise de questões ambientais, facilitando o acesso a discussões que muitas vezes fazem parte do cotidiano das pessoas sem que elas tenham oportunidade de refletir sobre isso.

2a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental – Itinerância é uma realização da ONG Ecofalante e do Sesc, e conta com apresentação da Mondelēz e patrocínio do Instituto Votorantim e White Martins. O projeto é realizado com apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Programa de Ação Cultural 2012.

O evento acontece em outubro simultaneamente em outubro em 17cidades. A programação, gratuita, está disponível no site da Mostra. Para acompanhar de perto os bastidores e outras informações, fique de olho no facebook e no twitter.

Advertisements