Oriente-se

Escolher quais filmes assistir entre mais de 60 opções pode ser tarefa difícil numa maratona de sete dias. Aqui você vai conhecer um pouco da arquitetura da 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, que acontece de 20 a 27 de março em sete salas de cinema da capital, e da distribuição dos filmes por estes espaços de exibição.

A Mostra é dividida em Mostra Contemporânea (que traz produções recentes de diversas partes do mundo, classificando-as em eixos temáticos para facilitar a orientação do público); Panorama Histórico (retrospectiva de filmes do cineasta japonês Kaneto Shindo, a primeira feita no Brasil, com cópias em 35mm trazidas diretamente do Japão); Homenagem (exibição de produções do premiado jornalista Washington Novaes); e Competição Latina (exibição e escolha do melhor filme latino americano). Além disso há sessões programadas especialmente para escolas (com agendamento prévio) e o Circuito Universitário (sessões em cinco instituições de ensino superior na cidade)

Oriente-se pelas salas:

Cine Livraria Cultura – Principal sala da programação temática (Mostra Contemporânea – que classifica os filmes nos eixos Campo, Cidades, Economia, Energia e Povos e Lugares). Diariamente a programação é pautada por um tema (21/03, sexta – Economia; 22/03, sábado – Energia; 23/03, domingo – Campo; 24/03, segunda – Povos e Lugares; 25/03, quarta – Cidades), e são exibidos os principais filmes daquela temática, seguidos de um debate. O filme que antecede o debate é sempre aquele que irá pautar a discussão, e cujo diretor estará presente na Mostra. Além disso, o Cine Livraria Cultura abriga o debate da Competição Latino Americana (25/03, terça) e a cerimônia de encerramento (27/03, quinta), onde será reprisado, logo após a premiação, o filme vencedor. Importante: o público também vota no melhor filme latino americano, fique atento às cédulas disponíveis nas sessões.

Reserva Cultural – O principal destaque da programação do Reserva Cultural são as sessões nobres da Competição Latino Americana, com presença dos diretores, que acontecem 24/03 (segunda), 25/03 (terça) e 26/03 (quarta). Além disso, os filmes debatidos no Cine Livraria Cultura serão reprisados aqui (com apresentação dos diretores e seguidas de debate com o público), juntamente filmes da Mostra Contemporânea.

Museu da Imagem e do Som (MIS) – O MIS concentrará o Panorama Histórico. Os filmes do cineasta Kaneto Shindo (em 35mm) serão exibidos nos dias 22/03 (sábado), 23/03 (domingo) e 27/03 (quinta). Já os filmes da Homenagem, do jornalista Washington Novaes, serão exibidos no dia 25/03, terça (incluindo debate, com a presença do próprio Novaes, sobre sua obra) e 26/03, quarta. As sessões escola acontecem também no MIS nos dias 22/03 (sábado), 25/03 (terça), 26/03 (quarta) e 27/03 (quinta).

Centro Cultural São Paulo (CCSP) – O CCSP exibe os filmes japoneses da programação, tanto da Mostra Contemporânea quanto do Panorama Histórico – em função da proximidade com o bairro da Liberdade e por existir uma tradição de mostras de filmes japoneses naquela sala -, além da reprise de diversos filmes da Mostra Contemporânea.

Cine Olido – O Cine Olido exibirá filmes da Competição Latino Americana e também as produções do eixo temático de Cidades da Mostra Contemporânea, neste caso em especial por estar próximo a importantes órgãos administrativos da cidade de São Paulo.

Cinusp Maria Antônia – O espaço exibirá cinco sessões da Mostra Contemporânea, uma de cada temática, incluindo os filmes que serão debatidos no Cine Livraria Cultura.

Matilha Cultural – A Matilha Cultural exibirá também filmes do Panorama Histórico (Washington Novaes) e filmes de pegada mais ativista e sobre a questão nuclear.

Preparados para a maratona? Conheça a programação no nosso site e no aplicativo gratuito disponível para iPhone e Android.

Advertisements