Público recorde na Itinerância da 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Terminou na última sexta, 14 de novembro, a Itinerância da 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. Foram mais de 300 sessões em 25 dias de exibição, por 16 cidades de São Paulo.

Abertura no Teatro do Sesc Santos, dia 04/11, com exibição do filme "A Síndrome de Veneza".

Abertura no Teatro do Sesc Santos, dia 04/11, com exibição do filme “A Síndrome de Veneza”.

Numa parceria com o Sesc São Paulo, a Itinerância levou a salas de exibição e espaços públicos filmes internacionais e brasileiros sobre questões socioambientais de importância pulsante, como a crise da água, o descarte de lixo e o uso de agrotóxicos na produção agrícola. A partir desses temas, diversos debates foram realizados em universidades e centros culturais de Bragança Paulista, Sorocaba e Santos, assim como bate-papos e programações temáticas em unidades do Sesc do interior e da capital.

“Sair em itinerância pelo segundo ano foi uma experiência fantástica. Principalmente porque permite um trabalho não só cultural como também educacional e de cidadania”, conta Chico Guariba, diretor da Mostra.

“No ano passado a gente inaugurou o modelo de debates em universidades, que esse ano foi ampliado”, continua. No total foram realizados 18 debates, com convidados como Marcos Reigota, organizador do Simpósio Fundamentos da Educação Ambiental, Marta Maria do Amaral Azevedo, antropóloga, pesquisadora e ex-presidente da Funai, e representantes de entidades como a Feira de Orgânicos do Jardim Botânico de Santos e a Associação Brasileira do Lixo Marinho. Acesse aqui a entrevista concedida por Dal Marcondes, um de nossos debatedores, ao Jornal Tribuna.

Debate no Cine Roxy Santos, dia -5/11 sobre o filme "A Escala Humana". Da esquerda para a direita: Solange Alboreda, Chico Guariba, Maria Lúcia Barciotte, Dal Marcondes e Marcos Reigota.

Debate no Cine Roxy Santos, dia 5/11 sobre o filme “A Escala Humana”. Da esquerda para a direita: Solange Alboreda, Chico Guariba, Maria Lúcia Barciotte, Dal Marcondes e Marcos Reigota.

“Também formamos parceria com as diretorias de ensino, para alunos do ensino médio, e com os municípios, para alunos de ensino fundamental”, acrescenta Guariba. As crianças aproveitaram uma programação especial de animações infantis, em sessões fechadas, e os estudantes mais velhos assistiram ao “Trashed – Para onde vai o nosso lixo?“, mesmo filme trabalhado na formação de professores.

Essa foi outra novidade da Itinerância de 2014. Cerca de 450 professores de escolas públicas das regiões de Bragança Paulista, Sorocaba e Santos participaram das atividades sobre linguagem cinematográfica e Política Nacional de Resíduos Sólidos. Os especialistas Claudio Aguiar Almeida e Gina Rizpah Besen desenvolveram com os educadores técnicas para trabalhar temáticas ambientais na sala de aula, através do audiovisual e outras, como hortas comunitárias.

Sessão infantil no Cine Roxy 4, de Santos. Os filmes foram "Animais unidos jamais serão vencidos" e "Zarafa".

Sessão infantil no Cine Roxy 4, de Santos. Os filmes foram “Animais unidos jamais serão vencidos” e “Zarafa”.

De 18 de outubro a 14 de novembro, a Itinerância da 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental foi, além das cidades citadas, para Araraquara, Bauru, Birigui, Campinas, Catanduva, Cubatão, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, São Carlos, São José dos Campos, São Paulo e Taubaté. A Itinerância é uma realização do Sesc São Paulo e da Ecofalante, com apoio da Pepsico, White Martins, Mondelez Brasil, Santher e Eaton.

Veja mais fotos na nossa página no Facebook: http://on.fb.me/1uK1dfa.

Acompanhe a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental:

Site: ecofalante.org.br/mostra
Facebook: facebook.com/mostraecofalante
Twitter: @MostraEco
Instagram: instagram.com/mostraecofalante

 

Advertisements