Curadores assistem a cerca de 160 filmes para definir a programação da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental

Filmes selecionados serão exibidos nas salas de cinema da capital paulista em março de 2015

Cerca de 160 filmes feitos a partir de 2012 estão em avaliação pela equipe de curadores da Mostra Ecofalante. As produções são oriundas de 35 países, abrangendo todos os continentes. Dentre as nacionalidades estão Estados Unidos, Itália, França, Alemanha e Espanha, Índia, Marrocos, China, África do Sul, Coréia do Sul, Argélia, Vietnã, Luxemburgo, entre outros.

O processo começa com uma pesquisa rigorosa por produções de temáticas ambientais e grandes festivais de cinema. A partir deste universo tem início o visionamento, que é a etapa em que os curadores assistem aos filmes pré-selecionados para escolher os melhores, que serão então exibidos durante a Mostra.

“Cada filme é assistido por três pessoas, e classificado de 1 a 3”, explica Cândida Guariba, produtora e uma das curadoras. A partir das notas, os filmes são selecionados e divididos em eixos temáticos para facilitar a orientação do público.

A 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental acontece de 19 a 29 de março de 2015 na cidade de São Paulo. Além das exibições de documentários ambientais, que raramente entram no circuito de cinema no Brasil, ela promove debates temáticos, premia os melhores filmes latino-americanos (prêmio do júri, prêmio de público e menção honrosa), e realiza o Circuito Universitário, levando até os estudantes de diversas faculdades filmes e temas para discussão.

Desde sua primeira edição, em 2012, a Mostra já atingiu 52 mil pessoas, exibindo 176 filmes em mais de 70 espaços em 17 cidades. Foram promovidos 70 debates. Além da Mostra principal, que acontece na capital paulista, uma versão pocket da programação itinera por cidades do interior do estado de São Paulo no segundo semestre, levando a reflexão e o debate a vários espaços.

A 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é uma realização da ONG Ecofalante, com patrocínio da White Martins, Santher e Pepsico, e apoio do Instituto Votorantim.

Advertisements