Ficção mostra um Vietnã do Sul severamente afetado pelas mudanças climáticas

Um filme de ficção com pitadas de realidade. Um futuro que parece não tão distante, em especial se as mudanças climáticas continuarem no ritmo atual. Assim é “Nuoc 2030” (Vietnã, 2013, 98′), um dos destaques da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. Na trama, o Vietnã do Sul é severamente afetado pelas mudanças climáticas, fazendo com que quase metade de suas terras cultivadas seja engolida pela água, levando as pessoas a morar em casas flutuantes e subsistir da pesca, cuja oferta está se esgotando. Ao seu lado há uma enorme fazenda flutuante multinacional produzindo vegetais que se tornaram valiosas commodities. No entanto, essa tecnologia não testada pode causar danos perigosos à saúde. A história acompanha uma jovem em sua jornada para descobrir a verdade sobre o assassinato de seu marido, que ela suspeita ter sido causado pelas pessoas da fazenda flutuante.

A 4ª Mostra Ecofalante acontece em São Paulo, de 19 a 29 de Março, e é uma realização da ONG Ecofalante, correalização da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo e SPCine, e possível graças ao Programa de Apoio à Cultura (ProAC), do Governo do Estado de São Paulo, com patrocínio da Pepsico e da White Martins, apoio da Eaton, do Instituto Votorantim e do Heritage Comfort Inn, e apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Embaixada da França no Brasil, Institut Français, Instituto Akatu, Instituto Pólis, Rede Nossa São Paulo, Procam/USP, Le Monde Diplomatique Brasil, Instituto Envolverde, Rádio Eldorado/Estadão, Catraca Livre e Revista Piauí. Em breve divulgaremos a programação completa. Fique de olho nos canais da Mostra: Facebook | Blog de notícias | Site com a programação | @MostraEco | Vimeo com os trailers

Advertisements