Filmes produzidos por Sean Penn e Daryl Hannah e a mais nova produção do diretor de “A Marcha dos Pinguins” serão exibidos na Mostra

A 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, que acontece de 09 a 29 de março na cidade de São Paulo, traz para as salas de cinema filmes de temáticas variadas na área ambiental, distribuídos por seis programas: Mostra Contemporânea Internacional, Competição Latino-Americana, Homenagem, Panorama Histórico, Circuito Universitário e Mostra Escola.

O programa Mostra Contemporânea Internacional traz filmes de diversas partes do mundo, classificados nas temáticas Cidades, Energia, Biodiversidade, Recursos Naturais, Consumo e Povos e Lugares. São filmes que raramente entram em circuito de cinema no Brasil, e que já foram exibidos em grandes festivais como Berlim, Tribeca, Sundance, Cannes, Locarno, Hot Docs, CinemAmbiente, dentre outros. Serão realizados debates a partir da exibição de seis filmes, com a presença de diretores, especialistas e formadores de opinião.

As questões abordadas passam de matriz energética e esgotamento de recursos naturais; organismos geneticamente modificados; urbanismo e a vida nas grandes cidades; extração de recursos naturais por grandes corporações e suas consequências para o meio ambiente e para comunidades; localidades remotas e a dificuldade cada vez mais premente de manter tradições junto às novas gerações que querem ganhar o mundo e frente aos dilemas impostos pelas transformações do meio ambiente.

01Dentre os destaques está o filme “Sobre a Violência” (Suécia/Dinamarca/Finlândia, 2014, 85’), baseado em recém descobertos documentários suíços de 1966-1987 que cobriram os momentos mais ousados da luta pela libertação do domínio colonial. É uma fresca e arrojada narrativa visual da África, associada com trechos do livro ‘Os Condenados da Terra”, de Frantz Fanon, lidos pela cantora e ativista Lauryn Hill.

Screen Shot 2015-02-20 at 6.15.16 PM

“Acima de Tudo” (EUA, 2014, 95’) é um filme produzido por Daryl Hannah, ativista e atriz de filmes como “Blade Runner” e “Kill Bill”. Filmada nas florestas, pastos e salas de estar do Texas rural, a produção acompanha David Daniel, um dublê e equilibrista aposentado que reúne vizinhos e ativistas para um ato final de malabarismo: um bloqueio de ‘casas na árvore’ ao controverso oleoduto de Keyston XL.

HE_Jessica

O ator Sean Penn é produtor e narrador do filme “O Experimento Humano” (EUA, 2013, 90’), dos jornalistas vencedores do Emmy®, Dana Nachman e Don Hardy. O filme conta histórias de pessoas que acreditam que suas vidas foram afetadas por produtos químicos, levando os espectadores para as linhas de frente como os ativistas fazem, cabeça a cabeça, com a poderosa e bem financiada indústria química. O filme revela a realidade chocante de que milhares de químicos não testados estão em nossos produtos de uso diário, em nossas casas e dentro de nós. Simultaneamente, a predominância de várias doenças continua a aumentar.

il-etait-une-foret-5O filme “Era Uma Vez na Floresta” (França, 2013, 78’), de Luc Jacquet (diretor de “A Marcha dos Pinguins”), convida um nunca antes visto mundo de maravilha naturais e beleza surpreendente. Pela primeira vez, seremos capazes de assistir a uma floresta tropical crescendo diante de nossos olhos. O filme nos fornece uma completa imersão sensorial no esplendor primitivo de um dos mais ricos mistérios da natureza, convocando o público a entrar, descobrir e se maravilhar com um universo de tesouros incalculáveis, enquanto une sua voz à crescente consciência da necessidade de preservar nosso mundo.

008 “Nuoc 2030” (Vietnã, 2013, 98’) é uma ficção com tintas de realidade. A produção mostra um Vietnã do Sul severamente afetado pelas mudanças climáticas, com quase metade de suas terras cultivadas engolida pela água, pessoas morando em casas flutuantes e a adoção da pesca como subsistência – cuja oferta está se esgotando. Ao seu lado há uma enorme fazenda flutuante multinacional produzindo vegetais que se tornaram valiosas commodities, usando tecnologia não testada que pode causar danos perigosos à saúde.

Putin's Games - 2Com o país na entressafra entre a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, o filme “Os Jogos de Putin” (Alemanha/Israel/Austrália, 2013, 90’) nos dá oportunidade de refletir sobre o que entra em jogo nestes megaeventos esportivos.  O filme aborda as Olimpíadas de Inverno de 2014 de Sochi, Rússia, que foram as primeiras a serem realizadas num resort subtropical. Os jogos mais caros do mundo já quebram todos os recordes quando se trata de corrupção e megalomania. Tanto os poderosos como aqueles que representam o elo mais fraco desta corrente tem voz neste documentário investigativo, que desvenda a história escondida por trás dos jogos de Putin. O crítico do governo Garry Kasparov afirma que as propagandas olímpicas de Putin tratam na realidade de acelerar a privatização da terra em Sochi. Em grande medida, a história desses jogos olímpicos prejudiciais ao meio ambiente é de ameaças com enormes desvios de dinheiro.

Aim High_stills_Sydney Park_Directed by Anna Broinoswki “Crie com Ambição!” (Austrália, 2013, 96’) é uma comédia revolucionária, na qual a diretora Anna Broinowski, determinada a impedir uma nova mina de gás próxima à sua casa, em Sydney, viaja à Coreia do Norte para aprender com os mestres do cinema de propaganda. Pela primeira vez na história, os melhores diretores, compositores, e estrelas de cinema de Pyongyang levam um estrangeiro às leituras de roteiro, lutas de Taekwondo de dublês, ensaios de dança, piqueniques a base de álcool e a uma filmagem em um navio espião dos EUA capturado na vida real – para ensinar as técnicas de Kim Jong Il. De volta à Austrália, Anna produz um melodrama didático socialista, no qual “trabalhadores heroicos” se levantam para vencer as “mineradoras de gás por perfuração fracking do mal”.

TT_05As mudanças climáticas e seus efeitos sobre as populações são o tema de “Thule Tuvalu” (Suíça, 2014, 96’). Dois lugares em extremos de nosso planeta vêm fazendo as manchetes devido às mudanças climáticas: Thule, na Groenlândia, por seus recordes de degelo; e Tuvalu, porque esta remota ilha-nação no Pacífico é um dos primeiros países em vias de afundar como resultado da elevação do nível do mar. Se para nós o aquecimento global ocorre quase exclusivamente na mídia, ele está mudando toda a existência dos habitantes de Thule e Tuvalu. O filme retrata como são forçados a abandonar seu modo de vida tradicional mudando em direção a um futuro desconhecido.

Em breve divulgaremos a programação completa. Fique de olho nos canais da Mostra: Facebook | Blog de notícias | Site com a programação | @MostraEco | Vimeo com os trailers

A 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é uma realização da ONG Ecofalante correalização da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo e SPCine, e é possível graças ao Programa de Apoio à Cultura (ProAC), do Governo do Estado de São Paulo, com patrocínio da Pepsico e da White Martins, apoio da Eaton, do Instituto Votorantim e do Heritage Comfort Inn, e apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Embaixada da França no Brasil, Institut Français, Instituto Akatu, Instituto Pólis, Rede Nossa São Paulo, Procam/USP, Le Monde Diplomatique Brasil, Instituto Envolverde, Rádio Eldorado/Estadão, Catraca Livre e Revista Piauí.

Advertisements