Diretores presentes na Mostra

Cinco diretores já confirmaram presença na 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental: Matthias Von Guten (que participa da Mostra Contemporânea Internacional), Fernando Molina, Simplício Neto, André D’Elia e Silvio Tendler (que participam da Competição Latino-Americana), e Jorge Bodanzky, diretor homenageado. Eles participarão de sessões de pergunta e resposta junto ao público e também de debates:

_Diretor - Thule-001Matthias Von Gunten
Suíço, diretor de ThuleTuvalu. Seu filme viaja a dois lugares em extremos de nosso planeta que vêm fazendo as manchetes devido às mudanças climáticas: Thule, na Groenlândia, por seus recordes de degelo; e Tuvalu, porque esta remota ilha-nação no Pacífico é um dos primeiros países em vias de afundar como resultado da elevação do nível do mar. Se para nós o aquecimento global ocorre quase exclusivamente na mídia, ele está mudando toda a existência dos habitantes de Thule e Tuvalu. O filme retrata como são forçados a abandonar seu modo de vida tradicional mudando em direção a um futuro desconhecido. Von Gunten participa de debate no dia 23/03 no Reserva Cultural (Av. Paulista 900), a partir das 20h30. O filme Thule Tuvalu será exibido no mesmo local às 19h.

Jorge BodanzkyJorge Boanzky
Brasileiro, homenageado da 4ª Mostra Ecofalante, acompanhará a pré-estreia de seu filme No Meio do Rio, Entre as Árvores seguida de debate com Wolf Gauer – com quem co-dirigiu Jari (1979) – sobre seus trabalhos, no Caixa Belas Artes (Rua da Consolação 2.423), às 19h do dia 19/03. Jorge Bodanzky reúne títulos importantes do moderno documentarismo mundial, como é o caso de “Iracema – Uma Transa Amazônica” (1974, codirigido com e Orlando Senna). Seu novo filme é resultado de uma expedição ao Alto Solimões, onde foram ministradas oficinas de vídeo, circo e fotografia às comunidades ribeirinhas, dentro de reservas ambientais. No total, sete de seus filmes estão presentes na Mostra. Consulte a programação: www.ecofalante.org.br/mostra.

Refugiados fmolina-001Fernando Molina
Argentino, diretor de Refugiados em sua terra. Filmado ao longo de quatro anos no sul do Chile, o documentário conta a história de um grupo de pessoas que retorna à sua aldeia após a erupção de um vulcão, para evitar que as autoridades abandonem o local. Lá, encontram um cenário desolador: o rio transbordou e muitas casas desapareceram completamente. Os anos passam e o veredito final sobre o futuro das pessoas não chega. O tempo parece ter parado. Agora, vivendo entre as cinzas, afundados no abandono e perseguidos pelo Estado, tentam encontrar uma maneira de defender sua identidade. Molina participará das sessões no Caixa Belas Artes (Rua da Consolação 2.423), às 19h15 do dia 24/03, e no Cine Olido (Av. São João, 473), dia 22/03, às 17h.

DIRETOR_SIMPLICIO-NETO-5-301Simplício Neto
Brasileiro, diretor de Carioca era um rio, um documentário sobre o rio que deu nome aos habitantes da cidade do Rio de Janeiro. Principal fonte de abastecimento de água por dois séculos, o Rio Carioca orientou o crescimento dessa capital, mas hoje é um grande canal de esgoto submerso que deságua na Baía de Guanabara. A história desse rio é a história do desenvolvimento urbano no Brasil. Estará presente na sessão de Carioca Era Um Rio no Caixa Belas Artes (Rua da Consolação 2.423), sexta-feira 20/02 às 19h15.

Foto Diretor Andre D'Elia -003André D’Elia
Brasileiro, diretor de A Lei da Água, estará presente na sessão do filme às 17h30 do dia 22/03, domingo, no Caixa Belas Artes (Rua da Consolação 2.423). O filme esclarece as mudanças promovidas pelo novo Código Florestal e a polêmica sobre sua elaboração e implantação. O documentário mostra como a lei impacta diretamente a floresta e, assim, a água, o ar, a fertilidade do solo, a produção de alimentos e a vida de cada cidadão. Produzida ao longo de 16 meses, a obra baseia-se em pesquisa e 37 entrevistas com ambientalistas, ruralistas, cientistas e agricultores. Retrata ainda casos concretos de degradação ambiental e técnicas agrícolas sustentáveis que podem conciliar os interesses de conservação e produção da sociedade.

 

Advertisements