Mostra Ecofalante inspira produções universitárias

Marina Vieira Souza

Inspirados pela realização do Circuito Universitário da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental na Faculdade Cásper Líbero desde 2014, estudantes de rádio e TV produziram, pelo segundo ano consecutivo, programas de TV cobrindo temas ambientais. O trabalho de extensão vem sendo mediado por Ninho Moraes, professor de Rádio, TV e Internet e um dos apoiadores da Mostra na Cásper.

“A experiência de exibir e debater filmes é, no presente, fundamental para estudantes e professores pela possibilidade de união entre duas áreas importantes do século 21: o audiovisual e a ecologia. Será uma experiência inesquecível para todos os participantes e seus descendentes, pelo aprendizado e pela prática efetiva das boas práticas pessoais e profissionais”, avalia Moraes.

Os trabalhos audiovisuais foram produzidos por alunos dos primeiros anos da Cásper, e podem ser assistidos no canal da Mostra no Youtube. Stephanie Baccarin, do segundo ano, montou com os colegas um programa de entrevista em que chamou especialistas para falar sobre animais silvestres. “Quando fazemos um trabalho acadêmico, nós mergulhamos de cabeça no assunto. Todo mundo tem uma visão superficial, pela mídia e os jornais, então é uma sensação muito boa retomar essas questões que são trabalhadas mais na infância, e depois não tanto”, observa.

A realização do programa e as atividades da Mostra também fizeram com que ela e sua turma se conscientizassem dos problemas. “Faz toda a diferença. No meu grupo, por exemplo, tudo o que tem a ver com animais silvestres passou a nos chamar a atenção. E todo mundo na sala agora tem um olhar mais crítico para os assuntos de ecologia”, revela. Para a estudante Renata Romão, o trabalho a levou a mudar atitudes pessoais, principalmente na economia de água. “Fizemos o trabalho justamente na época da crise, e o que mais pegou foi a falta de água. Nós não percebemos o quanto gastamos e o quanto podemos economizar”. Seus banhos ficaram mais rápidos, e ela ficou mais atenta para o desperdício à sua volta.

As exibições do Circuito Universitário foram acompanhadas por convidados e diretores de filmes. Os professores, também presentes, estenderam o trabalho nas aulas. “A Mostra Ecofalante tem esse valor, de trazer filmes para discutir, não só para aplaudir, nem necessariamente para concordar”, elogia Moraes. “Isso abre uma perspectiva de reflexão, de pensar como trabalhar temas que você sabe que estão ali, no dia a dia”.

Debates e exibição de filmes na Cásper Líbero

Debates e exibição de filmes na Cásper Líbero

O coordenador de Ensino de Rádio, TV e Internet da Cásper, Roberto D’Ugo Junior, tem a expectativa de que a Mostra Ecofalante seja mais do que uma inspiração para os estudantes da Cásper: “Que os nossos futuros realizadores multipliquem a mensagem ecológica e deem em breve a sua própria contribuição a esse campo tão importante e desafiador que é o audiovisual compromissado com a causa socioambiental.”

Advertisements