ECOFALANTE PARTICIPA DE PROJETO COM HORTELÕES URBANOS NA VIRADA SUSTENTÁVEL

Cine-Horta Ecofalante integra o Projeto Agricultura Urbana – práticas de agroecologia para a produção de espaço público, que inclui oficinas, mutirões e exibição de filmes

No próximo dia 29 de agosto, sábado, a Ecofalante participa do Projeto Agricultura Urbana – práticas de agroecologia para a produção de espaço público, exibindo o filme “Mais que Mel”, com apoio da Imovision.

O filme “Mais que Mel” (Suíça/Alemanha/Áustria, 2013) nos leva a uma viagem ao redor do mundo para conhecer as pessoas que vivem com e das abelhas: produtores de amêndoa da Califórnia, um apicultor das montanhas suíças, um neurocientista alemão investigando os cérebros das abelhas, um negociante de pólen na China, e pesquisadores de abelhas na Austrália. Entramos no mundo fascinante de uma colmeia de abelhas, encontramos rainhas guerreiras e operárias dançarinas face a face e experimentamos sua sofisticada inteligência coletiva, onde o indivíduo serve constantemente às necessidades da comunidade.

mth_bee1

A atividade integra a Virada Sustentável e inclui, além do filme, oficina, debate e mutirão na Horta do Centro Cultural São Paulo (CCSP). O sábado começa com a Oficina de Meliponicultura com SOS Resgate de Abelhas sem Ferrão, das 10h30 às 13h30, na Horta do CCSP (Jardim Suspenso, lado da Av. 23 de Maio). O filme “Mais que Mel” será exibido das 14h às 17h, na Sala Lima Barreto, seguido de debate com Danilo Jack (Muda Mooca), o engenheiro florestal Márcio Yamamoto e Jussara Nery (Movimento da Vila Jataí), com mediação de Celso Barbieri (SOS Resgate de Abelhas sem Ferrão). O evento é gratuito, basta retirar ingresso na bilheteria.

No domingo, dia 30/08, acontece o Mutirão na Horta do CCSP, das 10h às 16h. Duas vezes por mês serão realizados mutirões autogeridos para manutenção da horta. Nos mutirões são realizadas ações de colheita, desbaste, plantio, criação de estruturas, retirada de ervas daninhas, transplante de mudas, manejo do solo e da composteira, entre outras. Os mutirões têm duração de aproximadamente 6 horas e não há restrição do número de participantes.

O Projeto promovido pelos Hortelões Urbanos e pelos voluntários da Horta do CCSP tem como objetivo se apropriar da Horta como meio para experimentações agro-sócio-culturais, de modo a produzir coletivamente alternativas às crises do modo de vida urbano: a produção de alimentos na cidade pode estimular simultaneamente relações comunitárias de apropriação do espaço público.

Outras informações:  facebook.com/hortaccsp

 

Advertisements