Cidades do interior participam da Itinerância 2015

Filmes chegam da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental chegam a Bauru, Catanduva, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Sorocaba e Taubaté

De 08 a 29 de setembro, filmes sobre diversas temáticas ambientais chegam a unidades do Sesc em oito cidades do interior do Estado de São Paulo. A Itinerância 2015 da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, realizada em parceria com o Sesc-SP, exibirá 12 filmes de diversas nacionalidades, abordando questões como mudanças climáticas, lixo, urbanização, água e biodiversidade.

Além dos filmes, todas as unidades do Sesc participantes da Itinerância promoverão atividades correlatas, ampliando a experiência e a reflexão do público sobre temas socioambientais. São vivências, debates, oficinas, passeios e outras. A programação completa está disponível nos sites sescsp.org.br/ecofalante e ecofalante.org.br/mostra.

Três filmes sobre consumo serão exibidos: A Tragédia do Lixo Eletrônico (EUA, 2014), que nos leva a uma viagem investigativa pela Europa, China, África e EUA e revela um comércio global tóxico desencadeado pelo descarte ilegal de lixo eletrônico (75% do lixo eletrônico gerado pelo chamado mundo desenvolvido desaparece do circuito de reciclagem, sendo em grande parte jogado fora ilegalmente no Terceiro Mundo); e O Experimento Humano (EUA, 2013), que é produzido e narrado por Sean Penn e conta histórias de pessoas que acreditam que suas vidas foram afetadas por produtos químicos e revela que milhares de produtos químicos não testados estão em nosso produtos de uso diário, em nossas casas e dentro de nós. Em Trashed – Para Onde Vai o Nosso Lixo, o ator inglês Jeremy Irons nos leva, também, para uma viagem global de investigação dos danos causados pelo descarte inadequado de resíduos sólidos.

A inversão do curso de um dos principais rios na China e o ativismo pela destruição de barragens nos Estados Unidos são os temas dos filmes De Sul a Norte e Malditas Barragens, respectivamente. São filmes que questionam as intervenções humanas no planeta em prol do progresso.

1393385510

Still de “Malditas Barragens”

H2Omx (México, 2013) propõe uma questão: pode uma megacidade mobilizar seus 22 milhões de cidadãos para tornar seu consumo de água sustentável? A Cidade do México foi construída no meio de um lago, e para abastecê-la de água fresca torna-se necessário trazer o recurso de outros estados. O filme é um caso de estudo ambiental do Vale do México em sua luta para salvar a si mesmo enquanto sua população cresce.

Favelas: As Cidades do Amanhã observa, por meio de uma perspectiva sociológica e filosófica, estruturas construídas em uma escala humana e proporciona um olhar íntimo em seus habitantes, e leva o público a uma viagem pelos continentes: Mumbai, Índia (onde se localiza a maior favela da Ásia); Rabat, Marrocos (no que antes foi uma fértil área agrícola); uma ocupação em Lakewood, New Jersey; Marselha, França (um bairro de trailers) e a uma comunidade nativa em Kitcisakik, em Quebec, Canadá.

O filme Era uma vez uma floresta (França, 2013) fornece uma completa imersão sensorial convocando o público a entrar, descobrir e se maravilhar com uma floresta tropical crescendo diante de seus olhos. Já a relação de dependência do homem e seu ambiente é retratada em ThuleTuvalu, documentário que acompanha os efeitos das mudanças climáticas em dois opostos do planeta: Thule, na Groelândia, com altos índices de degelo; e Tuvalu, ilha no Pacífico ameaçada pelo aumento do nível do mar.

Três filmes brasileiros serão exibidos: O Veneno Está na Mesa II, um dos concorrentes na Competição Latino-Americana da 4ª Mostra Ecofalante; Brasil S/A, escolhido como melhor filme pelo júri pela experimentação na linguagem e por trazer reflexão sobre aspectos socioambientais contemporâneos; e Pandemonium, de Jorge Bodanzky, sobre o impacto das mudanças climáticas e os novos desafios na área energética.

A Itinerância 2015 da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é uma realização da Ecofalante e do Sesc São Paulo, com apoio da White Martins e do Reciclo Pepsico e apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Le Monde Diplomatique Brasil, Instituto Envolverde, Catraca Livre, Rádio Eldorado, Rádio Estadão, Revista Piauí, Procam/USP, Instituto Akatu, Rede Nossa São Paulo, Instituto Pólis, ProAC e Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Acompanhe a página da Mostra para notícias:
facebook.com/mostraecofalante

Advertisements