Atividades da Itinerância 2015 complementam a experiência educativa dos filmes

Além de debates após as sessões, unidades do Sesc vão oferecer atividades como trilhas, oficinas e instalações artísticas

A Itinerância da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental acontece em parceria com o Sesc-SP, a partir de 8 de setembro, em 15 cidades do Estado. O programa é composto por filmes nacionais e internacionais que abordam questões contemporâneas do nosso mundo, como cidades, biodiversidade, consumo, recursos naturais, energia e outros. Entendendo o audiovisual como ferramenta para a educação ambiental e melhor exercício da cidadania, serão feitas atividades complementares aliadas às temáticas dos filmes, de forma a aprofundar ainda mais o envolvimento do público com as questões.

“Nós vislumbramos a possibilidade de trabalhar esses temas, de sustentabilidade e educação ambiental, de uma forma mais impactante, utilizando como ferramenta uma das linguagens mais queridas e fascinantes, que é o cinema”, declara Maria Alice Oieno, gerente do setor de Programas Socioeducativos do Sesc.

Uma das atividades é a instalação “O homem refluxo”, criada por Peri Pane. O performer utiliza uma roupa de plástico transparente cheia de bolsos para armazenar os resíduos por ele gerados num período de sete dias. Os restos, antes esquecidos com um gesto automático nas lixeiras, se transformaram em parte do seu corpo. A cada passo, o lixo revelava seus hábitos, suas escolhas materiais e seu lugar na sociedade. A instalação acontece no Sesc São José dos Campos, em diversos dias, e conversa com o filme “Trashed – Para onde vai o nosso lixo?”, que será debatido com o próprio Peri em 15/09, às 19h30. O documentário revela fatos surpreendentes sobre os perigos reais e imediatos que a poluição de resíduos causa à nossa saúde e ao meio ambiente.

Em São Caetano do Sul, o Sesc irá promover atividades externas, além de exibições, no Espaço Verde Chico Mendes. No dia 12/09 (sábado), às 15h, acontece uma oficina de bombas de sementes, que consistem em pequenas bolas feitas de argila e adubo recheadas com sementes variadas. Além de ser divertido lançar este tipo de bomba, é também uma tática simples para aumentar as zonas verdes nas nossas cidades ou terrenos baldios. São fáceis de fazer e não precisam ser enterradas ou regadas – irão germinar quando as condições propícias ocorrem. Depois da oficina, será exibido às 16h30 o filme “O Semeador”, que acompanha o trabalho de um produtor de sementes resgatadas da Idade Média no Canadá.

Mais tarde, às 18h do mesmo sábado, o Sesc São Caetano promove uma prática sensorial a partir de elementos naturais, como folhas, galhos e sementes, com o objetivo de identificar a biodiversidade presente no ambiente urbano, trazendo uma reflexão sobre o nosso papel no ambiente e maneiras que podemos agir de forma sustentável em busca de um mundo melhor. A trilha será feita no Espaço Verde Chico Mendes, coordenada por educadoras ambientais, e precede a exibição do filme “Era Uma Vez Uma Floresta”, de Luc Jaquet (diretor de A Marcha dos Pinguins). Este e “O Semeador” fazem parte do programa de Biodiversidade da 4ª Mostra Ecofalante.

No dia 19 de setembro, penúltimo sábado do mês, o Sesc São Caetano leva para um passeio na cidade de São Paulo, com embarque às 9h na unidade. No roteiro, serão apresentadas experiências inspiradoras de locais da cidade que foram revitalizados graças à mobilização de moradores do entorno.

Na capital, o Sesc Campo Limpo promove a oficina “Ornamento da Mata”, para confecção artesanal de adornos naturais, dentro dos conceitos usados no Eco Design, que valorizam os elementos naturais e a biodiversidade da flora brasileira. A experiência acontece depois da exibição de “Era Uma Vez uma Floresta”, no dia 12/09, às 14h. A unidade faz ainda um bate-papo sobre alimentação saudável e sustentável, com degustação de alimentos alternativos ao modelo convencional, como Nhoque de Cará (tubérculo nativo ) ao molho pesto de Capuchinha (uma PANC – Planta Alimentícia Não Convencional, nativa das américas e presente antigamente em nossa cultura por ser um erva espontânea e de fácil cultivo). A atividade será feita no dia 26/09, depois da sessão das 14h de “O Veneno Está Na Mesa 2”, filme brasileiro que mostra práticas alternativas ao cultivo com agrotóxicos.

Outro destaque da programação é o debate com Jorge Bodanzky no Sesc Consolação, após exibição de seu filme “Pandemonium”, dia 23/09, às 18h. O diretor foi o homenageado da 4ª Mostra Ecofalante, que exibiu uma retrospectiva de seus filmes. A programação da Itinerância inclui ainda diversos debates com especialistas nos temas dos filmes, como representantes indígenas, historiadores, agricultores orgânicos, cientistas e pesquisadores.

“Temos visto uma grande carência de informação que subsidie a educação socioambiental, principalmente no interior do estado, onde os espaços de cultura e reflexão são poucos. A Itinerância da Mostra em parceria com o Sesc SP leva essa oportunidade de reunião e debate -fundamental para que as pessoas tenham mais condições de exercer sua cidadania – para uma rede ampla de cidades, cumprindo sua missão de democratização do conhecimento”, declara Chico Guariba, diretor da Mostra.

Encontre a programação mais próxima de você nos sites www.sescsp.org.br/ecofalante e www.ecofalante.org.br.

A Itinerância 2015 da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é uma realização da Ecofalante e do Sesc São Paulo, com patrocínio da Goodyear, apoio da White Martins e do Reciclo Pepsico, e apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Le Monde Diplomatique Brasil, Instituto Envolverde, Catraca Livre, Rádio Eldorado, Rádio Estadão, Revista Piauí, Procam/USP, Instituto Akatu, Rede Nossa São Paulo, Instituto Polis, ProAC – Programa de Ação Cultural 2015 e Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Advertisements