Mostra Ecofalante promove debates sobre questões ambientais na Baixada Santista

Além das exibições gratuitas de filmes, a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental promove em Santos e Cubatão uma série de debates com especialistas sobre temas como a rota ilegal do lixo eletrônico, a produção de alimentos sem agrotóxicos, a vida nas favelas, a poluição gerada por resíduos sólidos, entre outros. Nos dias úteis, as sessões começam às 19h30, nas duas cidades. No sábado (10/10), o filme será exibido às 16h, no Sesc Santos. Confira a programação completa no site www.ecofalante.org.br/mostra.

Cubatão

Dois debates acontecem na ETEC de Cubatão, um na segunda-feira (05/10), após exibição de Favelas: Cidades do Amanhã, com Adeildo Messias, consultor ambiental da área portuária de Santos e da Usiminas, Cleiton Jordão, diretor de Saneamento e Gestão Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente de Cubatão, e Carlos Antônio de Araújo, presidente da Associação Beneficente dos Catadores de Material Reciclável da Baixada Santista – ABC Marbas. O outro debate acontece na quarta-feira (07/10), a partir das questões levantadas pelo filme Trashed – Para Onde Vai o Nosso Lixo.  Participam Carlos Antônio de Araújo e Mauro Sérgio Braga, do Centro de Capacitação e Pesquisa em Meio Ambiente da Universidade De São Paulo.

Habitação em Mumbai, Índia, onde existe a maior favela da Ásia

Habitação em Mumbai, Índia, onde existe a maior favela da Ásia, em cena do filme “Favelas: Cidades do Amanhã”

Santos

Na terça-feira (06/10) o debate de Santos acontece na Unimonte, após exibição do filme A Tragédia do Lixo Eletrônico, que mostra a rota ilegal que movimenta 75% das 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico geradas por ano no mundo. O debate conta com Luis Roberto Guerreiro Lopes, professor da Unimonte, e Francisco Antônio Nogueira da Silva , coordenador do Centro de Reciclagem de Lixo Eletrônico da Fundação Settaport.

Na quarta-feira (07/10), o filme debatido será o Malditas Barragens, que explora a mudança na atitude dos cidadãos dos EUA, do orgulho das grandes barragens à crescente consciência de que nosso futuro está ligado à vida e à saúde de nossos rios. A sessão acontece na Unisantos, mediada pelo professor Cesar Bargo Perez.

O Cine Roxy 4 recebe o debate da quinta-feira (08/10), sobre o filme Favelas: Cidades do Amanhãque faz uma viagem por Índia, Marrocos, EUA, França e Canadá, acompanhando intimamente a vida de moradores de habitações precárias, sob uma ótica sociológica. Cláudio Manetti, do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Unimonte, participará do debate que se segue.

No penúltimo dia de atividades, a Unisanta exibe o documentário mexicano H2Omx, que aborda a crise hídrica pelo caso da Cidade do México. Construída no meio de um lago, a cidade necessita trazer água de outros estados para seu abastecimento, e luta para salvar a si mesma com o crescimento de sua população, que já chega aos 22 milhões. A sessão acontece na sexta-feira (09/10), mediada por Fábio Giordano, professor de ecologia na Unisanta.

Fechando a programação da Mostra em Santos, o Sesc local exibe O Veneno Está na Mesa 2, às 16h30 do sábado (10/10). Depois do sucesso do primeiro filme, sobre o efeito prejudicial dos agrotóxicos na saúde das pessoas e do planeta, o documentário brasileiro de 2014 traz alternativas a esse modelo de produção de alimentos.

Essas atividades fazem parte da Itinerância da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, que terá sessões ainda nas cidades de Americana e Itu, tendo passado já por outras 11 cidades do Estado de São Paulo. “A região da Baixada Santista é um dos grandes destaques da Itinerância Ecofalante. Tem sido o lugar em que mais se debatem os filmes, com interesse sempre crescente da população. E os diversos espaços de exibição, em locais variados nas cidades, expandem sua área de influência, atingindo mais pessoas”, declara Chico Guariba, diretor da Mostra.

A Itinerância da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é uma realização da ONG Ecofalante e do Sesc-SP, com patrocínio da Goodyear e apoio da White Martins, da Reciclo Pepsico, através do ProAC – Programa de Ação Cultural 2015. O projeto conta com apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Le Monde Diplomatique Brasil, Instituto Envolverde, Catraca Livre, Rádio Eldorado, Rádio Estadão, Revista Piauí, Procam/USP, Instituto Akatu, Rede Nossa São Paulo, Instituto Polis e Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Serviço

Cubatão
ETEC – R. Tamoyo, 230 – Jardim Vila Couto

Santos
Unimonte – R. Comendador Martins, 52
Unisantos – Av. Conselheiro Nébias, 589/595
Cine Roxy 4 – Av. Ana Costa, 465
Unisanta – R. Cesário Mota, 08
Sesc Santos – R. Cons. Ribas, 136

Advertisements