MOSTRA ECOFALANTE DE CINEMA AMBIENTAL COMEÇA DIA 26/10 EM AMERICANA

Filmes socioambientais serão exibidos em 13 pontos da cidade, numa programação extensa e gratuita, que chega pela primeira vez em Americana

Acontece no dia 26 de outubro de 2015 a abertura da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental em Americana, com exibição e debate do filme “A Crise Global da Água”, às 19h30, na Faculdade de Americana (FAM). A sessão é a primeira de 95 sessões de filmes socioambientais que serão feitas na cidade até o dia 08 de novembro, configurando a maior programação do festival no interior. Serão 13 locais de exibição: o Centro de Cultura e Lazer (CCL), o Parque Ecológico, a FAM, a UNISAL (Campus Dom Bosco e Maria Auxiliadora), a ETEC Polivalente, o Instituto Educacional, o Colégio Objetivo, o SENAC, o SENAI, os CIEPs São Vito, São Jerônimo e Cidade Jardim e a FATEC.

Segundo o diretor da Mostra, Chico Guariba, a receptividade está sendo excecional na cidade de Americana. “Tivemos a adesão das Secretarias de Cultura e Educação e Meio Ambiente, das universidades e instituições de ensino superior, de colégios públicos e privados e várias outras instituições ligadas à educação. Graças a essas parcerias, isso está configurando em Americana a maior mobilização da mostra no interior paulista, atingindo milhares de pessoas”, relata.

O evento, inédito em Americana, é parte da Itinerância da 4ª Mostra Ecofalante, uma realização da Ecofalante e do Sesc-SP, que engloba 15 cidades do estado de São Paulo. Em Americana, conta com o patrocínio da Goodyear, presente na cidade há 42 anos. “O tema socioambiental está bastante alinhado com os valores da Goodyear. Para nós, é uma satisfação poder apoiar a realização da mostra em Americana, trazendo ao diálogo um tema de tamanha importância”, ressalta Sylas Denucci, diretor de Manufatura da Goodyear.

Além das exibições gratuitas, a Mostra promove debates com especialistas sobre os temas dos filmes. Em Americana os debates acompanharão as sessões nas instituições de ensino superior. Na FAM, serão debatidos, além do filme da abertura, o “Trashed – Para Onde Vai o Nosso Lxo?”, no dia 27, “Pandemonium” no dia 28, e “A Tragédia do Lixo Eletrônico” no dia 29 – todas às 19h30 da noite. “Trashed” será o tema dos debates na Unisal, em dois horários no dia 3 de novembro – às 14h e às 19h30 – e na manhã do dia 7 de novembro, a partir das 9h30. No Senac, as discussões serão fechadas para o público interno.

“Temos visto uma grande carência de informação que subsidie a educação socioambiental, principalmente no interior do estado, onde os espaços de cultura e reflexão são poucos. A Itinerância da Mostra leva essa oportunidade de reunião e debate – fundamental para que as pessoas tenham mais condições de exercer sua cidadania – para uma rede ampla de cidades, cumprindo sua missão de democratização do conhecimento”, define o diretor da Mostra, Chico Guariba.

A Mostra promoveu também, como preparação, oficinas de formação de professores sobre os temas de resíduos sólidos e uso de audiovisual como ferramenta para educação ambiental na sala de aula, uma dirigida aos coordenadores pedagógicos da região, e outra para todo o corpo discente da ETEC Polivalente.

Programação

FAM (Faculdade de Americana)
Av. Joaquim Bôer, 733
Abertura da Mostra em Americana, no dia 26 de outubro (segunda-feira), com exibição de “A Crise Global da Água” às 19h30. A FAM contará ainda com quatro sessões abertas à população seguidas de debate, dos filmes “Trashed – Para Onde Vai o Nosso Lixo?”, “Pandemonium” e “A Tragédia do Lixo Eletrônico”.

CCL (Centro de Cultura e Lazer da Prefeitura)
Rua das Palmeiras, 8
Receberá sessões abertas à população e ao público escolar ao longo da programação. O destaque é a projeção do filme “O Sal da Terra” realizada conjuntamente com o Cineclube de Americana. A sessão acontece no dia 03 de novembro, às 20h.

Parque Ecológico

Avenida Brasil, 2525

Terá sessões abertas e voltadas para um público familiar, com projeções nos fins de semana dos filmes “Animais Unidos Unidos Jamais Serão Vencidos” e “O Lorax”. Ambas são animações de linguagem fácil e divertida que pregam a importância da conservação da natureza.

UNISAL (Campi Dom Bosco e Maria Auxiliadora)

Rua Dom Bosco, 100 (Dom Bosco) e Av. de Cillo, 3500 (Maria Auxiliadora)

Sessões para público interno e abertas à população, em dois dias de projeção, do filme “Trashed”. No dia 3 de novembro, haverá dois debate, um às 14h e um das 19h30. No dia 7 de novembro, a sessão seguida de debate começa às 9h30.

ETEC Polivalente

Av. Nossa Senhora de Fátima, 567

Na ETEC acontecem diversas sessões com duas salas de exibição. Serão mais de 25 sessões ao longo da semana que projetarão os filmes “Trashed”, “A Lei da Água”, “Favelas: As Cidades do Amanhã”, “O Veneno Está na Mesa”, “ThuleTuvalu” e “Amazônia Desconhecida”.

Colégio Objetivo

Av. Saúde, 833

Com a maioria das sessões fechadas para o público interno do colégio, o Objetivo sedia duas sessões abertas ao público de Americana: uma no dia 30 de novembro, às 13h30, com exibição de “A Tragédia do Lixo Eletrônico”, e outra no dia 06 de novembro, também às 13h30, do filme “O Veneno Está na Mesa”.

Nos outros locais de exibição – CIEPs (Centros Integrados de Educação Pública: Unidades São Jerônimo, São Vito e Cidade Jardim), SENAI, SENAC, FATEC e Instituto Educacional – as sessões serão fechadas, destinadas ao público interno das instituições.

Os filmes
A Crise Global da Água
apresenta um argumento poderoso do porquê a crise hídrica mundial será a principal questão que nosso mundo precisará enfrentar neste século. Esclarecendo o papel fundamental que a água desempenha em nossas vidas, expondo os defeitos do sistema atual e retratando as comunidades que já lutam com seus efeitos colaterais, o filme apresenta a ativista Erin Brockovich e especialistas ilustres como Peter Gleick, Alex Prud’homme, Jay Famiglietti e Robert Glennon.

ONDE: FAM, no dia 26 de outubro, às 19h30 (sessão seguida de debate)

A Lei da Água – O Novo Código Florestal esclarece as mudanças promovidas pelo novo Código Florestal e a polêmica sobre sua elaboração e implantação. O documentário brasileiro de 2014, dirigido por André D’Elia, mostra como a lei impacta diretamente a floresta e, assim, a água, o ar, a fertilidade do solo, a produção de alimentos e a vida de cada cidadão. Produzida ao longo de 16 meses, a obra baseia-se em pesquisa e 37 entrevistas com ambientalistas, ruralistas, cientistas e agricultores. Retrata ainda casos concretos de degradação ambiental e técnicas agrícolas sustentáveis que podem conciliar os interesses de conservação e produção da sociedade.

ONDE: ETEC Polivalente, no dia 29 de outubro, às 7h45, 10h, 13h20, 16h20 e 19h

A Tragédia do Lixo Eletrônico – Todo ano, mais de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico – computadores, televisões, celulares, eletrodomésticos – são descartados no mundo desenvolvido. Setenta e cinco por cento desse lixo desaparece do circuito legal de reciclagem, com grande parte sendo jogada fora ilegalmente no Terceiro Mundo, onde destrói paisagens e prejudica vidas. O filme de 2014, dirigido por Cosima Dannoritzer, nos leva a uma viagem investigativa pela Europa, China, África e EUA, e revela um comércio global tóxico alimentado pela ganância e corrupção.

ONDE: ETEC Polivalente, dia 29 de outubro, às 10h

FAM, no dia 29 de outubro, às 19h30 (sessão seguida de debate)
Colégio Objetivo, no dia 28 de outubro, às 13h, e no dia 30 de outubro, às 13h30

Animais Unidos Jamais Serão Vencidos Quando uma enorme barragem e um resort bloqueiam o abastecimento de água da planície africana, os animais – muitos deles inimigos implacáveis – se unem para fazer as coisas voltarem ao normal. Animação de 2010, dirigida por Holger Tappe e Reinhard Klooss.

ONDE: Colégio Objetivo, dia 26 de outubro, às 9h10, e no dia 27 de outubro às 15h50

Parque Ecológico, nos dias 31 de outubro e 1º de novembro, às 10h30, 14h e 15h30

Amazônia Desconhecida é um documentário brasileiro de 2013 sobre os conflitos na Amazônia brasileira hoje. Dirigido por Daniel Augusto & Eduardo Rajabally, o filme acompanha o cotidiano de diversos grupos sociais que lutam por seu espaço, como índios, fazendeiros, sem terra, garimpeiros, entre outros. Entrevista cientistas, especialistas e personalidades, com objetivo de mapear qual o perfil atual e as consequências da ocupação humana da Amazônia brasileira.

ONDE: Etec Polivalente, no dia 26 de outubro, às 7h45 e às 13h20.

Era Uma Vez Uma Floresta convida seu público para um nunca antes visto mundo de maravilha naturals e beleza surpreendente. Pela primeira vez, seremos capazes de assistir a uma floresta tropical crescendo diante de nossos olhos. O filme de 2013, dirigo por Luc Jaquet (mesmo de A Marcha dos Penguins) nos fornece uma completa imersão sensorial no esplendor primitivo de um dos mais ricos mistérios da natureza, convocando o público a entrar, descobrir e se maravilhar com um universo de tesouros incalculáveis, enquanto une sua voz à crescente consciência da necessidade de preservar nosso mundo.

ONDE: ETEC Polivalente, dia 29 de outubro, às 10h

Colégio Objetivo, dia 4 de novembro, às 07h

Favelas: Cidades do Amanhã – Hoje, uma em cada seis pessoas vive em uma favela, ocupação ou outra habitação precária. Através de uma perspectiva sociológica e filosófica, o filme de 2013, dirigido por Jean-Nicolas Orhon, observa estruturas construídas em uma escala humana e proporciona um olhar íntimo em seus habitantes. Nos leva em uma viagem através dos continentes: a Mumbai, Índia, onde existe a maior favela da Ásia; a Rabat, Marrocos, no que antes foi uma fértil área agrícola; a uma ocupação em Lakewood, New Jersey; a um bairro de trailers em Marseille, França; e a uma comunidade nativa em Kitcisakik, Quebec.

ONDE: ETEC Polivalente, no dia 27 de outubro, às 7h45, 13,20 e 19h
Colégio Objetivo, no dia 3 de novembro, às 9h10

O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida – O menino Ted descobriu que o sonho de sua paixão, a bela Audrey, é ver uma árvore de verdade, algo em extinção. Disposto a realizar este desejo, ele embarca numa aventura por uma terra desconhecida, cheia de cor, natureza e árvores. É lá que conhece também o simpático e ao mesmo tempo rabugento Lorax, uma criatura curiosa preocupada com o futuro de seu próprio mundo. Animação de 2012, dirigida por Chris Renaud.
ONDE: Parque Ecológico, nos dias 7 e 8 de novembro, às 10h30, 14h e 15h30

O Sal da Terra Ao longo dos últimos 40 anos, o fotógrafo Sebastião Salgado viajou pelos continentes seguindo os passos de uma humanidade em constante mudança. Testemunhou os maiores eventos de nossa história recente: conflitos internacionais, fome e êxodos… Ele agora embarca na descoberta de territórios primitivos, da fauna e flora selvagens, de paisagens grandiosas: um grande projeto fotográfico em tributo à beleza do planeta. A vida e obra de Sebastião Salgado são reveladas por seu filho, Juliano, que o acompanhou em suas últimas viagens, e por Wim Wenders, também um fotógrafo, nesse filme de 2014.
ONDE: CCL – Cineclube, dia 3 de novembro, às 20h

O Veneno Está na Mesa – O Brasil é, desde 2008, o país que mais consome agrotóxicos no planeta! Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que utilizamos estão proibidos em quase todo o mundo pelo risco que representam à saúde humana e ambiental. O perigo é tanto para os trabalhadores que manipulam os venenos quanto para a população do campo e das cidades que consomem os produtos agrícolas com agrotóxicos. Só quem lucra com isso são as transnacionais fabricantes dos venenos. A ideia do filme dirigido por Silvio Tendler, de 2011, é mostrar como estamos nos alimentando mal por conta de um modelo agrário perverso, baseado no agronegócio. É tempo de mudar!

ONDE: ETEC Polivalente, no dia 28 de outubro, às 7h45, 13h20 e 19h

Colégio Objetivo, dia 6 de novembro, às 13h30

Pandemonium Neste ensaio fílmico de média-metragem, Jorge Bodanzky investiga o impacto das mudanças climáticas e os novos desafios na área energética. Dois dos maiores especialistas brasileiros, o físico Rogério Cézar de Cerqueira Leite e o meteorologista Carlos Nobre, apresentam três diagnósticos e propostas que lançam luzes sobre questões cruciais para o desenvolvimento humano no século XXI.

ONDE: FAM, dia 28 de outubro, às 19h30

ThuleTuvalu Dois lugares em extremos de nosso planeta vêm fazendo as manchetes devido às mudanças climáticas: Thule, na Groenlândia, por seus recordes de degelo; e Tuvalu, porque esta remota ilha-nação no Pacífico é um dos primeiros países em vias de afundar como resultado da elevação do nível do mar. Se para nós o aquecimento global ocorre quase exclusivamente na mídia, ele está mudando toda a existência dos habitantes de Thule e Tuvalu. O filme de 2014, dirigido por Matthias Von Gunten, retrata como são forçados a abandonar seu modo de vida tradicional mudando em direção a um futuro desconhecido.

ONDE: ETEC Polivalente, dia 29 de outubro, às 10h

Trashed – Para Onde Vai O Nosso Lixo? olha para os riscos causados pelo lixo para a cadeia alimentar e o meio ambiente através da poluição do nosso ar, terra e mar. O filme de 2012, dirigido por Candida Brady, revela fatos surpreendentes sobre os perigos reais e imediatos para a nossa saúde. É uma conversa global, da Islândia à Indonésia, entre o astro de cinema Jeremy Irons e cientistas, políticos e pessoas comuns, cuja saúde e meios de subsistência foram fundamentalmente afetados pela poluição de resíduos.

ONDE: ETEC Polivalente, no dia 26 de outubro às 7h45, 10h30, 13h20, 16h20, 19h e 21h; no dia 27 de outubro, às 7h45, 10h30, 13h20, 19h, 19h30 e 21h; no dia 28 de outubro às 7h45 e 10h30
UNISAL / Dom Bosco, no dia 3 de novembro, às 14h e 19h30

UNISAL / Maria Auxiliadora, no dia 7 de novembro, às 9h30

Sobre a Itinerância

A Itinerância em Americana é uma realização da ONG Ecofalante, com patrocínio da Goodyear e apoio da White Martins, da Reciclo Pepsico, através do ProAC – Programa de Ação Cultural 2015. O projeto conta com apoio ainda das Secretarias Municipais de Cultura, Educação e Meio Ambiente da Prefeitura de Americana e apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Le Monde Diplomatique Brasil, Instituto Envolverde, Catraca Livre, Rádio Eldorado, Rádio Estadão, Revista Piauí, Procam/USP, Instituto Akatu, Rede Nossa São Paulo, Instituto Polis, ProAC – Programa de Ação Cultural 2015 e Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Sobre Goodyear

Patrocinadora da Itinerância 2015 da Mostra Ecofalante, a Goodyear possui em Americana (SP) uma fábrica que neste ano comemora 42 anos de fundação. O local conta inclusive com o maior e mais moderno campo de provas do setor de pneus na América Latina. No Brasil, onde está presente há 96 anos, a companhia possui outras duas unidades industriais: a unidade de materiais de recapagem na cidade de Santa Bárbara d’Oeste (SP) e de pneus para aviação no bairro do Belenzinho, na capital paulista. Além disso, a empresa conta com uma rede de 150 revendedores oficiais e cerca de 1.000 pontos de venda em todo o País. A Goodyear é fabricante de pneus para automóveis, vans, picapes, SUVs, caminhões e ônibus, pneus fora de estrada, tratores, empilhadeiras, industriais e para aviação, além de materiais para recapagem.

Acompanhe a programação da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental:

www.ecofalante.org.br/mostra

www.facebook.com.br/mostraecofalante

www.mostraecofalante.wordpres.com

Advertisements