SESSÕES VOLTAM À BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

As sessões da 5ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental voltam a acontecer na Biblioteca Mário de Andrade a partir dessa quarta, 22/06. Interrompidas por problemas técnicos com o equipamento de projeção do espaço, as sessões recomeçam agora e seguem até o fim da Mostra.

Dentre os destaques está a realização, no dia 24/06, de um bate papo com Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros, diretores do filme “Jaci: Sete Pecados de uma Obra Amazônica” (Brasil, 102’), que participa da Competição Latino-Americana da Mostra. O filme, produzido por Leonardo Sakamoto e Ana Aranha, aborda a greve geral que suspendeu a maior obra em construção no Brasil na época, em 2011, e como uma pequena cidade amazônica foi radicalmente transformada depois do início da construção de uma hidrelétrica com a chega de 20 mil trabalhadores. O documentário visitou a região durante quatro anos, coletando histórias de conflito, solidão, pressão, medo e corações partidos.

Um debate será promovido também no dia 24/06, dessa vez abordando o tema da restauração ambiental. A partir da exibição dos filmes “Cultivando Flores do Futuro” e “Cultivando Água Boa” haverá debate sobre a experiência de recuperação de passivos ambientais na barragem de Itaipu, com a participação de Pedro Jacobi, Mônica Borba, Dal Marcondes e Reinaldo Canto.

O filme “Uma Verdade Inconveniente”, ganhador do Oscar de Melhor Documentário em 2007 e baseado no livro homônimo de Al Gore (ex-vice-presidente dos EUA, jornalista e ativista da causa climática), completa uma década e será também exibido na Mário de Andrade. O filme foi pioneiro em explicar com clareza o processo do aquecimento global e também o registro climático dos últimos milhares de anos da Terra, obtido a partir do exame acurado do testemunho do gelo da Antártida.

Filmes que integram a Competição Latino-Americana, a Mostra Contemporânea Internacional e o Concurso Curta Ecofalante completam a programação.

22/06 – Quarta-feira

16h – Ecumenópolis: A Cidade sem Limites (Alemanha, 93’)

17h30 – Para onde foram as andorinhas? (Brasil, 2015) + Não posso te dar minha floresta (Índia, 106’)

19h – Metamorphosen (Alemanha, 84’)

21h30 – Sunú (México, 80’)

 

23/06 – Quinta-feira

16h30 – Sessão Especial: Cultivando Água Boa (Brasil, 7’) + Água e Cooperação (52’)

17h30 – Dauna: O que o rio leva (Venezuela, 80′)

 

24/06 – Sexta-feira

15h30 – Jardins nas Margens (Franca, 21’) + A Experiência Cecosesola (França, 59′)

17h – Jaci: Sete Pecados de Uma Obra Amazônica (Brasil, 102′) + Debate com os diretores Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros

19h – Sessão Especial: Cultivando Água Boa (Brasil, 7’) + Flores do Futuro (Brasil, 52′), seguida de debate sobre Recuperação Ambiental com Pedro Jacobi, Mônica Borba e Dal Marcondes, mediado por Reinaldo Canto.

21h30 – Sessão Especial 10 anos: Uma verdade inconveniente (EUA, 96′)

 

25/06 – Sábado

18h – Desculpe Pelo Transtorno: A História do bar do Chico (Brasil, 80′)

20h – Sementes do Tempo (EUA, 77′)

 

26/06 – Domingo

14h30 – Concurso Curta Ecofalante: 2000 e Água + Renascer + Travessia, Muita Vida Após a Balsa + Triste Baía + Verde Chorume (Brasil, 50′)

15h30 – Vozes da Transição (França, 66′)

17h – Seca (Brasil, 87′)

19h – A jornada do Moken (Noruega, 88′)

21h30 – Isolados (Colômbia, 73′)

 

A 5ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é uma realização da ONG Ecofalante e do Programa de Apoio à Cultura (ProAC) do Governo do Estado de São Paulo, com patrocínio da White Martins e apoio da Goodyear, Itaipu Binacional e Reciclo Pepsico. A correalização é da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo, Spcine – Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo e Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo.

 

A Mostra tem apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Embaixada da França no Brasil, Institut Français, La Cinémathéque Française, Le Monde Diplomatique Brasil, São Paulo Turismo (SPTuris), Observatório do Clima, SOS Mata Atlântica, Greenpeace, Instituto Socioambiental (ISA), Grupo de Institutos Fundações e Empresas (GIFE), Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), Instituto Akatu, Instituto de Energia e Ambiente (IEE)/USP, Governos Locais Pela Sustentabilidade (ICLEI), Matilha Cultural, Fábricas de Cultura (Poiesis e Catavento), Rede Nossa São Paulo, Instituto Envolverde, Videocamp, Catraca Livre, Conexão Planeta e Horizonte Educação e Comunicação.

Acompanhe os canais da Mostra:

– Site: http://www.ecofalante.org.br/mostra/

– Blog: https://mostraecofalante.wordpress.com

– Facebook: facebook.com/mostraecofalante/

– Twitter: @MostraEco

– Youtube: bit.ly/MostraEcoYT  

 

Advertisements