‘Exploração e Conflito na Amazônia’ é o tema do debate de terça

Filmes de Carlos Diegues e Hector Babenco são exibidos no Panorama Histórico

Os recentes retrocessos na legislação ambiental brasileira têm mobilizado ativistas para intensificar a defesa dos direitos dos indígenas e os recursos naturais da Amazônia. Para analisar essa situação, a Mostra Ecofalante promove na terça-feira, 6 de junho, o debate “Exploração e Conflito na Amazônia”. Durante a tarde e a noite, quatro sessões no Cine Reserva Cultural revelam diferentes aspectos do contraste entre o modo de vida das populações tradicionais e a pressão que o homem “civilizado” exerce para impor sua cultura e explorar recursos naturais.

Todas as informações sobre os filmes, salas, datas e horários podem ser facilmente conferidas na página www.ecofalante.org.br/mostra.

 AMAZÔNIA EM DEBATE

O Cine Reserva Cultural, Av. Paulista, 900, é sede das sessões de filmes e dos debates relacionados aos eixos temáticos em que está dividida a Mostra Contemporânea Internacional.

  • Exploração e Conflito na Amazônia é o tema que vai ser analisado a partir de 20h45 por Nicole Figueiredo de Oliveira, coordenadora da Coalizão Não-Fracking Brasil; Sonia Guajajara, coordenadora da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil; e Paulo Addario, um dos fundadores do Greenpeace no Brasil, foi eleito pela Organização das Nações Unidas “herói da floresta”. Antes do debate, às 19h, será exibido Quando Dois Mundos Colidem, documentário britânico que mostra a luta dos indígenas contra a exploração do petróleo e gás de xisto na Amazônia peruana.

  • Mais três filmes do mesmo eixo temático serão exibidos no Reserva Cultural nas sessões da tarde. Às 15h tem Anuktatop: a Metamorfose, e às 17h, A Resistência, ambos INÉDITOS no Brasil. Depois do debate, às 22h, A Terra dos Fantasmas Vista pelos Bushmen, no qual descendentes de nômades africanos expõem seu ponto de vista sobre o mundo dito civilizado durante viagem à Europa. Trata-se de uma troca de papéis, muitas vezes divertida, através dos olhos dos Ju’Hoansi.

MAIS MOSTRA CONTEMPORÂNEA

Mais três eixos temáticos da Mostra Contemporânea Internacional terão sessões na Sala Lima Barreto do Circuito SpCine Centro Cultural São Paulo.

  • Do eixo “Mudanças Climáticas”, será exibido às 16h A Era das Consequências, no qual oficiais militares dos Estados Unidos revelam como o impacto das mudanças climáticas interage com tensões sociais, provocando escassez de recursos, imigração e conflitos em várias partes do mundo.
  • Às 18h é a vez eixo “Cidades”, com a exibição do INÉDITO NO BRASIL Minha Terra, que mostra a condição de um agricultor que decide enfrentar as pressões de um empreendimento imobiliário nos arredores de Pequim.
  • É do eixo “Economia” o também INÉDITO NO BRASIL A Estrada, que testemunha de forma explícita violência e corrupção ao acompanhar moradores forçados a se mudar, templos retirados do caminho e trabalhadores migrantes em condições de trabalho extremamente precárias para a construção de uma estrada na China. Será exibido às 20h.

PANORAMA HISTÓRICO

  • Prossegue no Caixa Belas Artes o Panorama Histórico A Amazônia no Imaginário Cinematográfico Brasileiro, com a exibição às 17h de Bye bye Brasil, de Carlos Diegues (1980), considerado um dos filmes mais marcantes do período final da ditadura civil-militar brasileira e nele se percebe o surgimento de uma modernidade e a constatação de uma era que entra em agonia.
  • Do mesmo Panorama, o Circuito Spcine Olido exibe também às 17h Brincando nos Campos do Senhor, de Hector Babenco. O filme mostra a relação entre índios e brancos que tinham intenção de lhes dar noções religiosas, harmonia que acaba em conflito por causa da presença de um mercenário descendente de índios americanos.

LATINOS

As exibições de curtas e longas da Competição Latino-Americana estão em seis salas de várias regiões da cidade de São Paulo. Você pode assistir aos filmes e votar nos melhores! Veja as salas e horários: 

  • Cine Caixa Belas Artes – 15h, 19h10 e 21h30
  • Circuito Spcine Roberto Santos – 19h
  • Fábrica de Cultura Brasilândia – 15h
  • Fábrica de Cultura Capão Redondo – 14h30
  • Fábrica de Cultura Jardim São Luís – 10h e 15h
  • Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha – 10h e 15h

CONCURSO CURTA ECOFALANTE

A sala Circuito Spcine Olido tem sessão às 15h30 do Concurso que premia produções de estudantes universitários e do ensino médio. São seis curtas para assistir e votar! Boa diversão!

A programação completa, incluindo outras salas em www.ecofalante.org.br/mostra.

A 6ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é uma realização da ONG Ecofalante, do Ministério da Cultura, do Governo Federal e da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo. É uma correalização da Spcine e da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo. Tem patrocínio da Sabesp e da Pepsico, com apoio da Goodyear, White Martins, Guarani – Mais que açúcar e do Instituto Clima e Sociedade. É possível graças à Lei de Incentivo à Cultura e ao Programa de Apoio à Cultura (ProAC).

O evento conta com o apoio institucional da Carbon Disclosure Program – CDP, Catraca Livre, Centro Brasil no Clima, ClimaInfo, Conexão Planeta, eCycle, Engajamundo, Fábricas de Cultura – Poiésis e Catavento, Governos Locais pela Sustentabilidade – ICLEI, GreenMe, Grupo de Institutos e Fundações de Empresas – GIFE, Horizonte Educação e Comunicação, Instituto Akatu, Instituto de Energia e Ambiente – IEE/USP, Instituto Democracia e Sustentabilidade – IDS, Instituto Envolverde, Instituto Socioambiental – ISA, Le Monde Diplomatique Brasil,  Observatório do Clima, Rede Nossa São Paulo, Revista Piauí, SOS Mata Atlântica, Uma Gota no Oceano, Videocamp, Viração Comunicação.

Advertisements