Novo “Programa Ecofalante Universidades” reforça parcerias com instituições

A ONG Ecofalante, que realiza há seis anos a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, vem desenvolvendo, desde 2013, o Circuito Universitário, com exibições de filmes e realização de debates nas instituições de ensino superior. Agora, este projeto assume um novo status e se torna o Programa Ecofalante Universidades, sejam elas públicas ou privadas.

O novo programa tem o objetivo de formalizar e facilitar a participação das instituições interessadas na utilização dos filmes de temática socioambiental como ferramenta pedagógica. Isso estimula a compreensão dos jovens sobre as questões contemporâneas, com ênfase nas mudanças climáticas, nos problemas urbanos e na inserção da sustentabilidade na forma de produção e consumo. As sessões acontecem na própria instituição.

Para isso, a Ecofalante conta com um acervo com mais de 100 filmes, que tiveram como critério de seleção sua qualidade cinematográfica. São produções recentes e clássicas, de diversos países, incluindo o Brasil, que estimulam o debate e a reflexão sobre grandes temas da realidade brasileira e mundial.

 

Além de sessões, debates

Por meio da imersão em temas socioambientais, proporcionada pela experiência do cinema, os alunos se apropriam melhor e mais rapidamente de questões complexas do dia a dia e, no debate, conseguem analisar os problemas de forma ampla e multidisciplinar.

Os professores, por outro lado, conseguem abordar de maneira otimizada e global questões socioambientais complexas, que dificilmente teriam o alcance que o cinema proporciona se abordadas por meio de palestras, seminários e aulas.

A ideia do projeto é envolver professores e alunos de cursos variados, de forma transversal, conformando-se também em espaço de integração dos cursos. É também objetivo do programa estimular a própria produção audiovisual universitária no Brasil.

 

Novo programa já tem resultados

Novas parcerias já estão fechadas para sessões neste segundo semestre, como a EACH – USP,  a UFABC (campus Santo André e São Bernardo), o Centro Universitário FIAM-FAAM, a Fundação Escola de Comércio Álvarez Penteado (Fecap) e o Instituto Singularidades.

A recepção nas instituições tem sido muito positiva. Igor Fuser, professor de Relações Internacionais, na UFABC, conta que houve alta adesão à proposta de que colegas docentes escolhessem filmes para comentar, motivando os alunos para assisti-los. “Isso ocorre porque a temática da Ecofalante dialoga intensamente com o eixo de pesquisa e debate que atravessa diferentes cursos e disciplinas e articula o interesse acadêmico da nossa comunidade: a relação entre democracia, desenvolvimento e sustentabilidade”, diz Fuser.

Rita Ribas, líder de projetos socioambientais da FIAMFAAM, classifica o programa como “fascinante”. “O nível de consciência é ampliado, os alunos e professores têm oportunidade de refletir sobre problemas fundamentais e urgentes para o nosso planeta, para nossa sociedade. É simplesmente enriquecedor. Todo mundo deveria assistir aos filmes da Ecofalante”, afirma Rita.

 

Histórico

“Começamos o Circuito Universitário como um esquenta para a Mostra de Cinema Ambiental, um trabalho de formação de público, mas ele foi se desenvolvendo e passou a ser um projeto por si só, do ano inteiro”, conta Chico Guariba, diretor da ONG Ecofalante.

Neste período, 49 instituições já participaram dessa parceria, dentre elas a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Faculdade Cásper Líbero, a Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – USP, Escola Superior de Agricultura (ESALQ) – USP Piracicaba, Faculdade de Saúde Pública (FSP) – USP, Universidade Presbiteriana Mackenzie, Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP), Pontifícia Universidade Católica (PUC), Senac (diversos campi), Universidade São Judas Tadeu, Universidade Federal de São Carlos (UFScar), Instituto Singularidades, Centro Universitário Monte Serrat (Unimonte – Santos), Universidade Estadual Paulista (Unesp – diversos campi), Universidade Santa Cecília (Unisanta – Santos), Unisantos, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), Centro Universitário do Norte Paulista (Unorp), entre outras.

 

Ecofalante inspira nova disciplina

Na Unicamp, a Mostra rendeu até um novo curso – “Economia, Sociedade e Meio Ambiente na Produção Audiovisual Contemporânea” -, interdisciplinar, que integra filmes socioambientais ao seu projeto pedagógico. Ela começou em agosto deste ano e, apesar de ser o primeiro semestre da matéria, o número de alunos inscritos superou o número de vagas. A professora responsável, Mariana Fix, da Faculdade de Economia, conta que, além de completa, a turma é bem diversificada. “Temos estudantes das engenharias, de arquitetura e urbanismo, midialogia, economia, geografia e pós-graduandos em história e artes visuais. Isso fez com que já na primeira aula o debate trouxesse visões diferentes sobre o filme exibido, que é um dos objetivos da disciplina”.

 

Para aderir ao Programa Ecofalante Universidades entre em contato com Margarida Chiarastelli, pelo e-mail maga.ecofalante@gmail.com ou pelo telefone (11) 3031-4626.

Advertisements