Inscrições no Concurso Curta Ecofalante crescem 61% em relação a 2017

Acabou, no dia 31 de março, o prazo para que estudantes submetessem seus filmes ao Concurso Curta da 7ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental. Em relação à edição passada, houve um aumento de 61% no número de inscrições. Os curtas deveriam ter temáticas socioambientais e terem sido produzidos a partir de 2016.

Neste ano, o tempo máximo de duração dos filmes passou de 15 para 30 minutos. A quantidade de inscrições também cresceu. A equipe da Mostra assistirá à 58 curtas de 17 estados (AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MG, MT, PA, PE, PR, RJ, RN, RS, SC, SP) para selecionar os que serão exibidos ao público. Estudantes de 41 instituições de ensino, públicas e privadas, estão participando. Em 2017, foram 36 inscrições de 13 estados.

Os filmes escolhidos serão exibidos em salas de cinema e espaços culturais da cidade de São Paulo na 7ª Mostra Ecofalante, que acontecerá de 31 de maio a 13 de junho de 2018. Na categoria Universitário, Técnico e Cursos Livres de Cinema haverá um prêmio de R$ 3.000,00 (três mil reais) para o melhor curta, além da premiação de melhor filme do Ensino Médio e melhor filme por júri popular (ambos sem prêmio em dinheiro).

O Concurso Curta Ecofalante acontece desde 2016 com o objetivo de incentivar a produção audiovisual nas escolas e universidades brasileiras. “O cinema alia análise e poesia a partir de um olhar sobre a nossa realidade. Esse concurso se propõe a estimular novas e inovadoras investigações acerca do meio ambiente realizadas por jovens através de criações cinematográficas”, comenta Chico Guariba, diretor geral da Mostra.

A lista com os filmes selecionados para o Concurso Curta 2018 será divulgada em Maio.